Algumas gírias faladas no RN – e em outros estados também – andam pouco a pouco desaparecendo pela capital potiguar. Algumas delas já praticamente sumiram de Natal, e talvez permaneçam mais utilizadas no interior.

O curioso é que enquanto umas desaparecem outras novinhas surgem com o passar do tempo, como mostramos nas expressões que mais bombaram em 2014 , por exemplo.

Pinóia

É (ou era) tipo “uma porra” só que mais educada.

Vogar

Valer, de “estar valendo”. 

Avia

É tipo um “agilize isso”! Avia que eu tenho coisa pra fazer!

Acunhar

Significa ir rápido. Diziam assim: “acunha, acunha, acunha que eu tô com pressa!”

Acochar

Hoje em dia é conhecida como “arroxar” ou o “sarrar”, que é ficar nos amassos advanced com alguém.

Abigobéu

Significa doido. Eu acho que tem gente que nem conheceu alguém dizendo assim: “Sai daí, abigobéu!”

Arretado

É o mesmo que “irado”, “legal”.

Bizonho

Mesmo que bizarro, feio, tosco. “Vixe esse rapaz é um bizonho!”!

Bufento

É um troço que perdeu a cor original.

Cacareco

Significa coisa velha guardada. “Eu vou é jogar fora esses cacareco!”.

Caixa bozó

Significa muito longe. Conhecido também como “caixa prego”.

Catoco

Inchaço de pancada.

Dirmitir o pé

O mesmo que torcer o pé. Eu ouvi demais: “ontem eu tava jogando bola e dirmiti o pé”.

Doidinho(a)

Essa é velha mas ainda tá bem viva! É um menino ou uma menina. Tipo boysinho ou boysinha.

Vots

Expressão fortemente usada no RN. Significa surpresa, espanto.

Píula

Essa já morreu várias vezes mas ressuscita dos mortos sempre que pode. É uma interjeição maluca de espanto. Usam tipo assim: “Eita píula!”?

Goipada

Significa cuspida das grandes. Usavam tipo: “tô gripado, pense numa goipada grande!”.

Intertido

Essa tá meio lá meio cá porque tem gente que usa por não saber a pronúncia certa.

Inhaca

Cheiro ruim, cheiro de abafado, “catinga”.

Jaburu

Significa mulher feia e avantajada, a famosa “baranga”.

Mangar

Significa zoar, cassoar, tirar uma onda com a cara de alguém.

Mói

Um bocado de alguma coisa ou de gente. Essa ainda é bem usada no interior. 

Bilora

Significa passar mal. “A mulher teve uma bilora e foi hospitalizada”

Roncha

É uma hematoma superficial de pancada.

Sinaleira

Pisca-alerta de carro.

Que bom que talvez, quem sabe, este post possa guardar o registro desse vocabulário e mantê-lo vivo na internet.

Você gosta de curiosidades sobre vocabulário potiguar? Então não deixe de ver esses artigos:
13 frases que o potiguar diz quando está muito cansado

As expressões natalenses que mais bombaram em 2014

20 frases polêmicas do Styvenson que vão mudar sua visão sobre álcool e direção

(Curiozzzado de Blog Siinergia)

Anúncios

Escrito por Henrique Araujo

O criador e editor do Curiozzzo é formado em Sistemas de Informação, viciado em internet desde muito cedo, e encontrou na criação conteúdo para ela uma nova paixão. Criou este site em 2014 para levar o Rio Grande do Norte (onde vive desde criança) para o mundo de uma forma criativa e diferenciada. Siga-o: instagram.com/henrique.e.araujo

47 comentários

  1. Gostei muitos do vocabulário usado, mas não encontrei uma palavra que meu tio sempre falava “Roçoio” Roçoienta era como me chamava, gostaria de saber o significado pois quero fazer uma camiseta com essa frase para prestar uma homenagem a ele. Me ajudem se puderem

  2. Aqui em Recife “Abigobéu” é “Abigobau” e faz tempo q caiu em desusu… Mas oi bem interessante essas palavras. Tem algumas que se usa aqui e outras que nunca foram usadas.
    Tanto no outro seu post de palavras só usadas em Natal como este aí que estão em desusu, são usadas aqui tambem não todas mas algumas.
    Hoje estou em João Pessoa e mesmo com a proximidade de Recife há algumas expressoes que são diferentes.
    Aqui se usa muito (Joao Pessoa,que em Recife não usamos):
    Varei
    É Grave!
    Moído
    Rubacão
    Pirraio
    Entre outras palavras

    Em Recife temos e vou colocar o significado ao lado:
    Amostrado – Pessoa que se mostra muito, conta vantagem, quer ser a bala que matou o kennedy, é o tampa de crush (e muitas vezes não tem nada só conta vantagem mesmo)
    Pão Bolachão – Pão Brote (Descobri isso quando vir morar em joao pessoa)
    Boyzinho(a) – Namorado (a)
    Caça-Rato – Menina da favela que anda quase nua e que dar em cima de homem sendo casado ou não
    Rolé ou Rolê – Passear rapidamente e voltar pra casa
    Pirraia – Menino ou menina pequeno (Ou seja não tem genero vale pelos dois)
    Rapaz – Home ou Mulher (Ex.: Marr’apaz… Ei rapaz!)
    Bulir, bulindo, buliçoso – Mexer, mexendo, vive mexendo
    Usamos muito a expressão danado – Eita que menino danado, eita pirraia danado.
    Papagaio – Pipa
    Vou à Cidade – Vou ao Centro do Recife
    Mamou – Ganhou (Dinheiro ou coisa ilicita)
    Dois v – Algo q empresta mas tem q devolver (Falamos isso quando empestamos algo a alguem) Vai e Volta – 2 V
    Estas Viajando? – Alguem que esta fazendo alguma coisa sem prestar atenção
    Tomar Café – Jantar
    Jantar – Só se usa quando se come a noite fora em algum restaurante ou no caso em casa se for algo pomposo como jantar de aniversario de casamento, noivado, entre namorados… Mas o casual o de dia a dia é tomar café mesmo que coma apenas sopa ou tome leite ou refrigerante a expressao continua a mesma
    Guaraná – Refrigerante ( Independente se for Coca, Fanta, Sprite)
    Antarctica – Guaraná Antarctica (Se for comprar a cerveja – Cerveja Antarctica para diferenciar)
    Onibus – Busão (Para os mais novos)

    Bom isso foi apenas que eu lembrei.
    E muito bom este teu post e o Brasil de varias linguas e expressoes agradece!

    1. “Macho” e “Machoréi”(macho velho) são expressões comuns lá no Ceará, não aqui no RN…

      Mas “visse” e “massa” são mesmo muito usados em Natal…na escola, também lembro da expresão “e apôis ?” Os palavrões “galado” e “filho de rapar….” , esses eu também só ouvi com frequência aqui no RN…

  3. Eu não sou potiguar mas morei 8 anos lá no Rio Grande do Norte e muitas dessas palavras aprendi lá eu acho que quem escreveu esse artigo deveria ter visitado o interior do estado antes de escrever!

    1. Iana, não tem problema se as expressões não morrerem! Melhor ainda! O importante é que elas estarão nesse post, guardadas como um registro público na internet. Mas obrigado pela participação!

  4. Votos, morreu uma pinóia, só se foi pra tu abigobeu, pois pra mim continuo com esses mói de palavras no meu dicionario, acho lindo…vai pra caixa Bozó…há e: catoco é “caroço de pau”, inchaço e “catombo” ex. Tou com um catimbó na perna, kkkkk adorooooo!

  5. Discordo. 90% de algumas palavras que foram mencionadas ainda estao em uso. Nao na caoital. Mas no interior do Estado ouço constantemente. O contato quase que semanal com pessoas de varias partes do interior, me fazem afirmar que ainda são bastante usadas.

    1. Dado que o número de pessoas do interior é menor que o da capital e muito… Mas se depender de mim, de você e de outros pelo visto jamais morrerá. Ainda bem que o posto existe pra mantê-las viva mais um tiquinho.

    1. gala das quebrada??? oO… não quero estar nessas quebrada com essa tal “gala”, mas admiro que ainda usem. Vamos junto com esse post manter as expressões vivas. Ah, e eu não quero morrer não viu!

Diga o que achou:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s