8 coisas que você não lembrava mais sobre o dia em que a Salgueiro homenageou Natal

Oh! Natal
Meu Deus do céu
Eu nunca vi tanta beleza
Obra da mãe natureza
Cartão postal do meu Brasil
Do turista que se encanta a delirar
Nesta festa popular
Salgueiro é o sol que irradia
Nesta dia de folia
E faz aqui seu “Carnatal”

*SPOILER: essa letra foi premiada 😉

E então? Lembra dessa letra? Muito provavelmente não. Pois é meus amigos, pra quem não tá lembrado em 1999 a tradicionalíssima Acadêmicos do Salgueiro teve como samba enredo a cidade de Natal, em virtude dos seus 400 anos.

1. Cantaram a música “Erguei as mãos” do Padre Marcelo Rossi no esquenta do desfile e isso foi bem polêmico

No esquenta do desfile o intérprete Quinho – a pedido de seus filhos – teve a ideia de cantar a música “Erguei as mãos”, de Padre Marcelo Rossi, ignorando o pedido da Arquidiocese do Rio para não cantá-la. O fato gerou polêmica.

2. Teve até fantasia de espuma do mar

post-7-coisas-voce-nao-lembrava-escola-samba-salgueiro-homagem-natal--meme-gif-baianas-mar

A ala das baianas desfilou com roupas brancas, representando a espuma do mar de Natal.

E de roupa dourada com plumas brancas, o primeiro casal de Mestre-sala e Porta-bandeira, Sidcley e Ana Paula, desfilou fantasiado de “Sol de Natal”.

3. A bateria estava fantasiada de “Lampião” e recebeu nota máxima

post-7-coisas-voce-nao-lembrava-escola-samba-salgueiro-homagem-natal--meme-gif-bateria

A bateria era composta por 300 componentes, e, comandada por Mestre Louro, desfilou fantasiada de Lampião, recebendo a nota máxima dos jurados.

4. E o próprio samba-enredo também recebeu nota máxima

O samba-enredo composto por Celso Trindade, Demá Chagas, Eduardo Dias, Líbero e Quinho, também recebeu nota máxima do júri oficial.

5. O filho de Câmara Cascudo desfilou em um dos carros representando o pai

filho de câmara cascudo - Fernando Luís Cascudo

O terceiro carro alegórico homenageava o historiador natalense Câmara Cascudo. O filho do escritor, Fernando Luís Cascudo, desfilou na alegoria representando o pai.

6. A escola desfilou com 5.500 componentes contando com o Zé de Abreu

post-7-coisas-voce-nao-lembrava-escola-samba-salgueiro-homagem-natal--informacoes-tela

Eram 5.500 componentes distribuídos em 38 alas com 6 carros alegóricos. Até o Zé de Abreu desfilou nesse dia, e a Solange Gomes dançou praticamente nua dentro de uma banheira.

7. A escola precisou correr no final do desfile para não ultrapassar o tempo

post-7-coisas-voce-nao-lembrava-escola-samba-salgueiro-homagem-natal--sapucai-apoteose

Com muitos integrantes, cerca de 5.500 pra ser mais exato, a escola precisou correr no final do desfile para não ultrapassar o tempo limite.

8. Ficando em 5º lugar

post-7-coisas-voce-nao-lembrava-escola-samba-salgueiro-homagem-natal--resultado-final

Com esse desfile, a Acadêmicos do Salgueiro conquistou a 5.ª colocação.

Aprecie a passagem da escola que é uma verdadeira aula sobre Natal em forma de carnaval:

E a letra tá aqui:

O rei sol a brilhar
Clareia meu amor, clareia
Encantou meu olhar
Vagando neste manto de areia
Com a colonização
Deu-se a expansão
Que maravilha!!!
Seu forte é o marco desta terra
Tem o sal que lhe tempera
O ar é pura sedução

Tem jangadas no mar
Mareia meu amor, mareia
Eu vou deitar e rolar
Gostoso e deslizar na areia

Oh! Natal
Meu Deus do Céu, eu nunca vi tanta beleza
Obra da mãe natureza
Cartão postal do meu Brasil
Do turista que se encanta a delirar
Nesta festa popular
Salgueiro é o sol que irradia
Neste dia de folia
E faz aqui seu “Carnatal”

É sol, é sal, é paixão, amor…
Natal é pura emoção, vem brindar…
Bate na palma da mão, a festa vai começar
São quatro séculos de história, pra contar

Gostou? Então não deixe de ver 12 coisas que aconteceram há 57 anos atrás no Carnaval de Natal

Sugerido pelo galadinho Diêgo C. Sales. Fonte: Galeria do Samba

Anúncios