Natal já teve uma chuva que durou 40 horas

post-o-dia-em-que-choveu-chuva-40-horas-em-natal-cavalo-alagamento-rua-thumb

O dia foi 28 de Julho de 1998, uma terça-feira. Começava em Natal uma chuva aparentemente normal daquelas que duram poucas horas, mas esta durou ininterruptas 40 horas. O resultado, não era pra menos, foi desastroso.

O índice pluviométrico chegou a cerca de 380 mm. Pra você ter uma ideia, o comum para época, para todo o mês de Julho, de acordo com o Instituto Meteorológico de Recife (PE), eram de 218 mm.

A Prefeitura decretou estado de calamidade pública na cidade. Cerca de 500 famílias foram desabrigadas e removidas pelo Exército para escolas e creches públicas, ginásios de esportes e casas alugadas pela prefeitura, nas zonas norte, leste e oeste de Natal.

Na entrada da cidade, o tráfego ficou interrompido por quase 48 horas. Um deslizamento de terra no vilarejo Rio dos Índios, em Ceará Mirim (30 km a oeste de Natal), provocou o soterramento de várias casas e a morte de seis pessoas. Segundo os moradores, o número de casas soterradas chegou a 70.

Além das seis pessoas que morreram, pelo menos 3.000 ficaram sem abrigo. Depois de quase 2 dias chovendo a água que vinha do céu só deu uma trégua no final da manhã de quinta-feira, dia 30.

Pois é né, coisas inacreditáveis já aconteceram nos céus do Rio Grande do Norte

Fonte: Folha de São Paulo

 

Anúncios