Quem passa pelo “Viaduto da Urbana”, mais precisamente pela Avenida Industrial João Francisco da Mota, no bairro Quintas em Natal, e vê este local de nome singelo…

…não imagina que ele provavelmente é o cabaré mais antigo do Brasil. Ou seja, bem longe de ser tipo a casa de nossa vovó, né?!

A equipe do Via Certa Natal entrou nesta casa que é vista por quem passa apenas como um mero “bar”, mas que tem mais de 60 anos de funcionamento como casa noturna [e bar também, claro].

A casa é comandada por “Vó”, uma senhora de 99 anos, que pode ser a cafetina mais velha do Brasil em atividade.

Muito lúcida ainda, a “Vó” disse que foi amiga e concorrente da famosa “Maria Boa”, aquela dona de cabaré famosa no tempo da segunda Guerra Mundial, da qual já até falei aqui.

Ela explicou a origem do nome da casa, contou histórias curiosas da época, e apresentou o seu fiel escudeiro, o seu Zezito, um menino que apareceu no recinto há 40 anos atrás com apenas 10 anos de idade. Veja o vídeo da entrevista:

Apesar da música alta no bg da entrevista, fiquei impressionado com essa. Eita RN que não pára de surpreender, viu? Só me lembro daquelas 17 curiosidades sobre a vida boêmia de Natal no início dos anos 40

Vi enquanto curiozzzava o blog Grande Ponto

Anúncios

Publicado por Henrique Araujo

O criador do Curiozzzo é Bacharel em Sistemas de Informação, viciado em internet desde muito cedo, e encontrou na criação de conteúdo uma nova paixão. Criou o blog em 2014 para levar o Rio Grande do Norte (onde vive desde criança) para o mundo de uma forma criativa e diferenciada. Siga-o: instagram.com/henrique.e.araujo

Se junte à conversa

8 comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

      1. Tenho fortes ligações com o RN, Henrique. Minha mãe era de Ceará-Mirim e foi morar em Natal adolescente. Com 21 anos veio morar no Rio de Janeiro onde conheceu meu pai que era grego. Conheci Natal em 1951 e nos anos seguintes sempre passava as férias escolares nesta cidade maravilhosa que aprendi a amar. Aos 18 anos fui noivo de uma conterrânea sua, mas o destino não quis que o compromisso fosse adiante e um ano depois ele foi rompido. Em 1961 estive na cidade para ser padrinho de casamento de uma prima, junto com minha mãe.
        Sou afilhado de Sandoval Wanderley. Sou jornalista aposentado e nesses 65 anos de ausência procuro manter-me atualizado com o progresso de Natal e do RN através de fotos e notícias enviadas por parentes que moram aí e mais recentemente com o seu ótimo site que recebo semanalmente. Um grande abraço!