11 locais pra você conhecer no Seridó (Rio Grande do Norte) antes de morrer

Quando falamos em turismo no Rio Grande do Norte lembramos logo das exuberantes praias do nosso estado, porém, vamos mostrar aqui paisagens tão lindas do Sertão do Seridó, no RN, que você vai se apaixonar.

Nada melhor do que uma alternativa barata para sair da rotina, e ainda apreciar o que esse estado tem de melhor!

1º Serra do Boqueirão (Parelhas)

O planalto dessa região, chamado ‘Planalto da Borborema’ oferece grandes possibilidades de excursões a pé, de bicicleta, carro ou à cavalo.

Em seu cume existem belos lugares de vistas, entre outras para o por do sol e em determinados períodos do ano a prática de parapente. Alguns adeptos oferecem o passeio em jipes para admirar a cidade e a represa do Boqueirão.

2º Sítio Arqueológico Mirador (Parelhas)

O Sítio Arqueológico Mirador, fica localizado em uma serra nos arredores da cidade de Parelhas, e é detentor de belíssimas Pinturas Rupestres da Tradição Nordeste Sub-tradição Seridó.

É uma ótima opção para quem gosta de história e grafismos, além de realizar trilhas e contato direto com a natureza.

3º Monte do Galo (Carnaúba dos Dantas)

Cercado de lendas o Monte do Galo com seu 115 metros de altura, pode ser visto de vários pontos da cidade, é considerado hoje um marco da cultura religiosa do Sertão do Seridó.

O local é frequentado por religiosos, pagadores de promessas e peregrinos de todos os lugares. Muitos vão até o monte para rezar e agradecer as bênçãos conseguidas.

Ele conta com Capela, Cruzeiro, Sala dos Ex-Votos e a Via Sacra ao longo da subida do Monte. No topo do Monte a escultura de um Galo parece saudar a todos que ali chegam.

4º O Castelo Di Bivar (Carnaúba dos Dantas)

Este castelo remete seus visitantes a um clima medieval. Considerado um dos principais pontos turísticos do Seridó, a edificação está fincada no alto de uma colina às margens da rodovia RN-288.

A obra erguida a partir de 1984 é a reprodução de um castelo renascentista francês, tendo sido o seu nome uma homenagem ao filme El Cid. Após assistir a produção, o proprietário José Ronilson Dantas se sentiu atraído pelo estilo medieval, o que resultou na construção do castelo.

As suas dependências serviram como cenário para o filme “O Homem que Desafiou o Diabo”, de 2007. O Di Bivar encontra-se em uma propriedade particular e, portanto, para se visitar o castelo, é necessário reservar antecipadamente a visita.

5º Catedral de Sant’Ana (Caicó)

A Catedral de Sant’Ana é o principal ponto turístico da cidade, situado na sua bela praça ‘Monsenhor Walfredo Gurgel’, é ponto obrigatório para os turistas que visitam Caicó.

Torres sineiras da Catedral ao fundo da imagem com por do sol.

6º Arco do Triunfo (Caicó)

O Arco do Triunfo, é um monumento construído em homenagem à passagem da imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima pela cidade de Caicó. Fica localizado na mesma praça da Catedral de Sant’Ana.

7º Sítio Arqueológico Xique Xique (Carnaúba dos Dantas)

Sítio Arquelógico Xiquexique faz parte do município de Carnaúba dos Dantas. Nos locais existem vários vestígios de desenhos e pinturas rupestres feitas em rochas, datadas aproximadamente entre nove e dez mil anos atrás.

Ele foi descoberto pelos caçadores ocasionalmente, mas foi em 1924 que o arqueólogo José de Azevêdo Dantas intensificou suas pesquisas naquela localidade.

8º Mina Brejuí (Currais Novos)

O lugar é aberto à visita com percurso das galerias, dispondo também de um Museu ‘Mário Porto’, onde é possível conhecer mais sobre a história da mina, além de conter diversas amostras de minerais da região do Seridó.

Durante vários anos a mina Brejuí foi um dos principais produtores do mineral de scheelita do país. O passeio turístico compreende também a visita à comunidade dos trabalhadores das minas, com degustação de produtos regionais e visita à capela de “Santa Terezinha”.

9º Cânion dos Apertados (Currais Novos)

O geossítio Cânions dos Apertados está situado a 10 km do centro de Currais Novos, na área privativa da Fazenda Aba da Serra, no leito do Rio Picuí, ao longo da Serra da Timbaúba.

É o único cânion de rocha granítica do mundo, considerado a 7ª maravilha do RN dentre as 133 finalistas do concurso “As 7 Maravilhas do RN”. O concurso envolvia obras da natureza e construída pelo homem.

10º Açude Gargalheiras (Acari)

Uma potente barragem guarda as águas da represa. Na época das chuvas o lago pode, por vezes, transbordar. A queda d’água oferece um soberbo espetáculo aos admiradores do lugar. É possível atravessar a barragem por um túnel de 50 metros acessível depois de uma escada.

Próximo ao açude, depois da barragem, é possível visitar sítios arqueológicos de gravuras rupestres chamados “Itaquatiaras”.

A descoberta da região e das proximidades do açude pode se fazer a cavalo.  Antes de chegar ao açude, a estrada atravessa a simpática vila de Gargalheiras com suas casas coloridas.

11º Museu Histórico do Sertanejo (Acari)

O museu foi construído em 1887 para abrigar a força pública, a cadeia, e a intendência de Acari, o antigo paço e cadeia foi tombado pelo IPHAN em 16 de junho de 1964 e restaurado em 1980, transformou-se em um museu em 1990.

Desde então divulgam a história das duas mais antigas principais fontes econômicas do município: a criação de gado e o cultivo do algodão.

Gostou? Então veja: 5 paraísos naturais do Rio Grande do Norte para você conhecer ainda este ano

Reproduzido de: Blog do George

Anúncios