Imagem mostra Natal (RN) em seus primeiros tempos

Natal foi habitada por povos indígenas Tapuias até aproximadamente o ano de 1000. Depois a região foi invadida por povos Tupis vindos da Amazônia, que expulsaram os Tapuias para o interior. Foi aí que um desses povos tupis passaram a habitar o local: os Potiguaras.

Depois disso, mais precisamente a partir de 1535, houve a chegada de uma frota a serviço do Rei de Portugal com objetivo de colonizar as terras da região, tarefa que sofreu forte resistência dos índios e dos piratas, e de uma nova esquadra comandada por Manuel Mascarenhas Homem pelo Rio Potengi 60 anos depois. Foi após esta última que começou a construção da Fortaleza da Barra do Rio Grande, que logo se tornou a enorme Fortaleza dos Reis Magos dos dias atuais.

E foi justamente uma dessas indas e vindas de novos povos que esta imagem curiosa foi obtida. O cenário foi registrado em forma de desenho, pois eram tempos tão remotos que não haviam máquinas fotográficas. As fotografias eram na verdade a reprodução talentosa de um momento real avistado e memorizado pelo “fotógrafo”. Ou seja, alguém de forma genial traduzia para o papel a situação que estava presenciando.

Se olharmos a cena como um todo vemos o que parece ser um desembarque na beira da praia

Ao mesmo tempo que em primeiro plano parece ser um cenário de desembarque tranquilo de mercadorias, parece ser de confronto ao fundo.

Isto porque observamos nesta parte da imagem homens que parecem checar bagagens ou mercadorias

Homens negros aparentemente são escravos a serviço de senhores brancos, estes provavelmente eram fiscais ou autoridades encarregadas da Capitania.

Veja também: 10 fatos desconhecidos sobre Natal a partir do ano de 1600

E pelas vestimentas e acessórios dos participantes da cena, isto se torna ainda mais claro

Os homens, que parecem ser escravos africanos, carregam cestos e usam pouca roupa, já os seus fiscais estão armados, bem vestidos e à cavalo.

E por fim nesta parte da imagem homens trabalham em algo como uma enorme rede de pesca

Note que já não haviam roupas cobrindo os criados, demostrando tempos bem antigos e rudes, e o tipo de trabalho era pesado e variado.

A imagens foram obtidas através do pesquisador Eduardo Alexandre Garcia no Facebook em um álbum entitulado “Natal dos Primeiros Tempos”. Não há informações de onde foram originadas.

É praticamente uma relíquia de um período que desconhecemos quase que totalmente, e do qual não há registro fotográfico. Se gostou veja a incrível tese de que o Brasil foi descoberto no Rio Grande do Norte e não na Bahia

 

 

 

Anúncios