A curiosa história do homem mais rico do Rio Grande do Norte

O homem mais rico do RN se chama Nevaldo Rocha

Nevaldo Rocha (Foto: TOK de História)

Nevaldo Rocha de Oliveira pra ser mais exato.

Ele nasceu no sertão potiguar

Casa do Sítio São Mateus onde nasceu Nevaldo (Foto: TOK de História)

Mais precisamente numa casa do sítio São Mateus na cidade de Caraúbas (esta casa aí da foto).

Ele é descendente direto de famílias de antigos colonizadores potiguares

Notícia do falecimento de Bento Antônio de Oliveira (Imagem: TOK de História)

Entre seus antepassados está Bento Antônio de Oliveira, seu avô, um comerciante e proprietário de terras e gado de muito prestígio na região.

Seu avô Bento teve vinte filhos, mas um deles se destacou

Sebastião Fernandes Gurgel bisavô de Nevaldo Rocha (Foto: Blog do Dr. Lima)

Justamente seu pai, Antônio Bento Fernandes de Oliveira, que além de trabalhar em funções públicas, como a prefeitura da cidade, se destacou mesmo foi na atividade comercial. Sua loja de tecidos montada no século XX era tocada junto com seus irmãos, e era destaque na região.

Aos 12 anos ele abandonou a escola

Igreja de São Sebastião, em Caraúbas, na década de 50 (foto: TOK de História)

Depois de ter sido coroinha e escoteiro em Caraúbas, ele resolveu embarcar no pau de arara saindo de Caraúbas rumo a Natal, na esperança de ser recebido na cidade pela esposa do governador do Estado.

Isso porque sua mãe havia cumprimentado a primeira-dama em uma quermesse, encontro casual que na cabeça do menino se transformou em promessa quase mágica de uma nova vida.

Ele então partiu cheio de sonhos e apenas 1 moeda no bolso, de uma das regiões mais castigadas pela seca no país, rumo a Natal em um caminhão.

Em Natal ele viu na Segunda Guerra Mundial uma oportunidade

Base aérea militar americana em Natal (Parnamirim Field) em 1944

Chegando a Natal, pediu para ir à casa do governador, mas não encontrou ninguém. Acabou o dia dormindo na guarita dos seguranças, que ficaram comovidos com a aventura e com a decepção do garoto.

“Um dia, minha avó chegou contando que conheceu a primeira-dama numa quermesse. Ele achou que chegaria em Natal, se apresentaria como filho da dona Paulina e as portas se abririam”, contou Flávio Rocha em entrevista de Outubro de 2017 à revista ELLE.

Depois de vagar dias pela cidade, ele foi aceito para trabalhar em uma famosa relojoaria. Na época Natal foi ponto de apoio militar para os EUA, e foi na Base de Parnamirim que Nevaldo viu a oportunidade de melhorar sua vida.

Ele passou a oferecer relógios para os americanos e militares brasileiros que passavam pelo local. Em pouco tempo, destacou-se tanto como vendedor que acabou comprando a loja do seu antigo patrão.

Então veio a primeira loja

Bairro da Ribeira em 1940

Ela nasceu no final da década de 1940 no bairro da Ribeira, e se chamou “A Capital”. Nevaldo chamou seu irmão Newton Rocha para ser seu sócio. Anos depois ele chegou até a viajar para os Estados Unidos, onde aprendeu muito sobre técnicas de comercialização e estrutura de produção.

Ali começava o que viria a se tornar o Grupo Guararapes.

E mais outra em Recife…

Recife-PE (próximo à praia de Boa Viagem) em 1956. (Foto: ACERVO IBGE – 1956-1958)

Nevaldo seguiu lucrando e reinvestindo em sua empresa, e então chamou para a sociedade mais dois irmãos: Nelson e Newton Rocha. Eles decidiram construir em 1956 mais uma loja em Recife (PE).

Juntos eles abriram mais quatro pontos de venda para distribuir e comercializar as suas peças, que eram de confecção própria, e tudo isso foi feito em uma época em que os investimentos na indústria têxtil no país quase não existiam.

29 anos depois, Nevaldo compra as lojas Riachuelo

E também as lojas Wolens. Inquieto, ele também investiu no mesmo ano na Guararapes Têxtil, uma fábrica com uma área de construção de 40 mil metros quadrados.

Eis o crescimento

Atualmente o “Grupo Guararapes” possui cerca de 40 mil colaboradores. Representa a maior confecção de vestuário da América Latina, e sua produção é de quase 200 mil peças ao dia.

Pouco tempo depois a rede também ampliou os negócios para outros setores da economia: cartões de crédito, transportadora, shoppings centers, e etc.

Além da Riachuelo, o grupo é proprietário do Shopping Midway Mall em Natal, da Midway Financeira, da Transportadora Casa Verde, dos Teatros Riachuelo (Natal e RJ), e de três Centros de Distribuição localizados estrategicamente em Guarulhos (SP), Natal (RN), e Manaus (AM).

E os números

Nevaldo Rocha e o filho Flávio Rocha

São abertas, em média, 30 novas lojas Riachuelo por ano em diferentes estados e cidades do país. O Grupo Guararapes hoje é a maior empresa confecções da América Latina.

Nevaldo é o 39º homem mais rico do Brasil segundo a revista Forbes (2017).

Fonte: TOK de História, ELLE, Riachuelo, IG – Economia, ASAAS

 

Anúncios