O dia de pânico em que os habitantes do RN pensaram que o mundo estava se acabando

Nos anos 70 e 80 a Barreira do Inferno, base da Força Aérea Brasileira para lançamentos de foguetes em Parnamirim (a 12km de Natal), estava constantemente fazendo experimentos, supostamente ligados à meteorologia.

Vários relatos de pessoas em Natal, e em outras cidades do RN, contam que um destes experimentos, ocorridos entre 1980 e 1982, deixou a cidade totalmente em pânico.

Imagem ilustrativa

Até já falamos sobre eventos do tipo ocorridos em Natal aqui uma vez. Porém, vários depoimentos reais nos chegaram pelos comentários desta postagem, dessa vez foram histórias que, para nossa surpresa, coincidem entre si, e se continuam espantosamente.

Em um dia macabro, à noite, muita gente achou que estava acontecendo literalmente o fim do mundo, e que iria morrer. Segundo se conta, surgiu no céu um grande círculo de fogo, ou ainda, bolas coloridas como se fossem de fogo, que se chocavam no céu.

Tudo começou com este relato nos comentários do post, que fala em círculos de fogo no céu no começo da noite

Na sequência esta pessoa, que morava no interior do estado, fala de círculo de fogo, correria, desespero e até gente fazendo as pazes

E por último este responde falando em bolas coloridas, e de gente que entrou até no mar com medo

E tem quem conte o acontecido lembrando até do dia da semana e de gente desmaiando vendo aquilo tudo

Que dia hein? E se procurar melhor acha ainda mais relatos na internet sobre isso. Isso lembra até o dia de “pavor” em que a cidade de Angicos (RN) confundiu um drone com um disco voador

 

🔥9 Visualizações

Henrique Araujo

O criador do Curiozzzo é Bacharel em Sistemas de Informação, viciado em internet desde muito cedo, e encontrou na criação de conteúdo uma nova paixão. Criou o blog em 2014 para levar o Rio Grande do Norte (onde vive desde criança) para o mundo de uma forma criativa e diferenciada. Siga-o: instagram.com/henrique.e.araujo

13 Comentários

  • Luiz Eduardo Bezerra

    (8 de fevereiro de 2018 - 23:49)

    E eu achando que isso tinha tido um sonho! kkkkk…
    Eu era criança quando este evento aconteceu e lembro de ter visto esse circulo de cores explodindo no céu e lembro da euforia que isso causou por todas os lugares que eu passei naquela noite…
    Muitas pessoas não haviam notado e ficavam todos maravilhados quando viam o círculo pela primeira vez…
    Tenho a lembrança de ter havido um estrondo, mas esta lembrança não é tão forte em minha mente!
    Num entanto lembro perfeitamente da imagem assustadora que isso causou quando ainda estava em chamas…
    Parecia que o fogo ia aumentar e que poderia até mesmo cair sobre nós, mas aos poucos eu percebi que o fogo estava apagando e logo começou a surgir as primeiras cores…
    A única coisa que eu não lembro é como foi que isso se encerrou!

  • Coloque as imagens reais, que existe de em jornais da época

  • Você me remeteu a minha infância em Natal! Lembro-me muito bem desse fenômeno no céu, já quase no final do dia, me marcou porque eu estava de moto com meu pai, quando ele quase nos derrubou da moto porque estava assustado olhando para o céu. Era um circulo colorido gigante no céu, mudava de cor, horas bem colorido, horas parecia uma bola de fogo. Lembro-me do pânico das pessoas na rua, todos com olhares assustados fixos para o céu. Eu tinha mais ou menos uns sete anos, nunca esqueci disso, hoje é divertido lembrar mais na época foi meio assustador kkkkk

  • Eu estava na avenida do contorno próximo ao passo da patria. Voltava da ribeira. Era começo da noite.Foi a coisa mais louca que vi n vida .

  • Numa dessas, uma imensa bola de fogo (pensei que fosse o Sol) caía em direção do solo. Gelei.

  • Cara eu morava em Recife em 1982, foi exatamente isso que aconteceu. Pensávamos que era o fim do mundo, mas tenho um fato que esclarece a data aproximada. Meu avô mandou eu e meu irmão entrar em casa e lembro que estava passando na teve a novela Paraíso da Rede Globo.

    • Edson Crispim da Silva

      (28 de novembro de 2018 - 21:44)

      Eu sou Edson Crispim e
      tinha quinze anos e também fiquei apavorado , eu morava no bairro do Roger , João pessoa Paraíba , vi muita gente apavorada com as bolas de fogo hoje eu lembro e quando comento ninguém acredita muitas mulheres correndo até a minha mãe quase desmaiou

  • Nessa época eu tinha uns 7 anos de idade, tava brincando no meio da rua com os outros meninos , e de repente um disco de fogo abrindo e fechando no céu, foi muito bonito e assustador. moro em Itabaiana PB. e o fato parecia ser em cima da minha casa.

  • […] O dia de pânico em que os habitantes do RN pensaram que o mundo estava se acabando […]

  • Eu também tive esta experiência, na década de 80, quando morei em Caraúbas/RN. Eu era criança, mas lembro que foi por volta de 18h, 19h quando várias bolas coloridas tomaram todo o céu. Os círculos abriam e fechavam, mudando as cores. Em nenhum momento eu tive medo de o mundo acabar, só lembro que fiquei impressionado com aquela cena. Nunca esqueci aquela experiência. Este fim de semana estive na Barreira do Inferno e o atendente que estava lá não sabia deste episódio e ficou um pouco desacreditado quando comentei se ele sabia dessa história, acho que não conhece porque percebi que ele é bem mais novo do que eu e, pelo sotaque, não é potiguar. Daí mostrei esta matéria e ele achou o fato bem curioso, dizendo que ia pesquisar sobre o assunto.

  • Sou Sidney Caicó. Esse fenômeno no Sol na década de 80 aconteceu durante uma semana, todos os fins de tardes. O Jornal Nacional vinculou que foi balões meteorológicos que causaram tal espetáculo. como isso é possível? O evento aconteceu em todo o nordeste. No livro ” O Tesouro de Sant’Ana” (escreva com apóstrofo) Editora Multifoco, você encontra a verdadeira resposta. https://editoramultifoco.com.br/loja/product/o-tesouro-de-santana/
    O mais impressionante: muitas pessoas viram e não lembram! Vários podem ser os motivos, desde bomba nuclear, era tempo da guerra fria ou extraterrestres. No livro O Tesouro de Sant’Ana, fala sobre uma fenda temporal, viagem no tempo e outros assuntos fantásticos relacionados ao fenômeno.

  • Eu achava que esse episódio fosse o mesmo que vi quando tinha 7 anos, em Fortaleza. Já li em outros sites sobre as bolhas coloridas no céu, que duraram alguns dias. Hoje tenho dúvida se realmente esse fato é o mesmo que vi. Tenho dúvidas porque eu não via bolhas e nem bolas de fogo, como alguns aqui narram, e ocorreu apenas durante uma noite, em 1982. O que me faz achar que possa se tratar do mesmo fato é que no dia seguinte foi divulgado em uma rádio local sobre bolhas no céu e que tudo teria sido causado por testes na Base Aérea do RN. Mas o que eu vi, como já disse, não eram bolhas coloridas e nem bolas de fogo. Era algo muito bonito, porém horripilante, algo alienígena demais para ter sido causado por humanos. Eu brincava numa viela do lado de minha casa com meu irmão de 8 anos e mais dois coleguinhas que também eram irmãos. De repente, meu irmão assustado pediu para olharmos para o céu. E quando olhei, fiquei com muito medo com uma cena bizarra: Duas luas, uma ao lado da outra, como dois faróis de carro. Em seguida, ao lado das luas, formou-se uma imagem luminosa e amarela, com formato parecido a um losango, que girava, mudava de cor, aumentava de tamanho e dava a impressão que ia pousar sobre a gente. Enquanto isso, a segunda lua sumiu e talvez ninguém percebeu. Após alguns segundos, o espetáculo recomeçou. Uma segunda Lua pareceu sair de trás da verdadeira Lua, ficando as duas lado a lado como anteriormente, depois a imagem parecida ao losango voltou a se formar, com os mesmos detalhes citados anteriores. No final essa imagem tomou uma forma parecida a de uma marreta e começou a se apagar, transformando-se numa nuvem de fumaça (em forma de marreta). Bem, se o fato a que os amigos se referem for o mesmo que vi, há algo que me faz ter certeza absoluta de que o que vimos não foi causado por lançamentos na Barreira do Inferno: as duas Luas. Como um foguete mal sucedido em seu lançamento causaria isso?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *