16 nomes curiosos de ruas e locais de Natal durante o século XX

Depois daquelas 7 cidades do Rio Grande do Norte com nomes curiosos [lista inédita] trazemos essa lista especial que provavelmente poucos conhecem:

“Solidão” ou “Polígono do Tiro” era como era chamado o Bairro do Tirol

Foto: Lagoa Manuel Felipe (Anos 30). Por: Natal de Ontem

O bairro era deserto, escuro e sombrio. Uma verdadeira “solidão” que criava um ambiente propício para a bandidagem.

Rua dos Tocos era a Rua Princesa Isabel

Em 1945 o presidente da Província Casimiro Sarmento determinou a derrubada da mata existente no local pra abertura da rua, restando muitos tocos de árvores ao longo da via.

Rua Grande era o nome dado ao local onde hoje fica a Praça André de Albuquerque

Praça André de Albuquerque, primeira rua de Natal-RN, antigamente

Uma via bem larga que foi também a primeira rua da cidade

“Rua do Vai Quem Quer” era como era batizada a Rua Mossoró

Cartão Postal Fotografico – Vista Aérea do Centro de Natal ( RN ) – Anos 60

Na época haviam poucos moradores na Rua Mossoró, e por lá predominava a prostituição.

Conhece o “Rio Salgado”? Pois era como era chamado o Rio Potengi

Rio Potengi e a Igreja do Rosário na década de 40

Um apelido dado ao principal rio da cidade em referência à sua água salobra.

“Oitizeiro” ou Avenida do Contorno era como era chamado o Baldo

O Oitizeiro do Baldo. Registro do alemão Bruno Bougard.

A região localizada entre o Baldo e o Rio Potengi ficava a única fonte de água da cidade de Natal.

Vila Palatnik era o nome de um trecho da Avenida Deodoro (Centro)

Avenida Deodoro da Fonseca na década de 60

Porque a família judaico-russa Palatnik se estabeleceu em casas na atual avenida.

Rua Nova era a atual Av. Rio Branco

Rua Nova, hoje Rio Branco, Natal. Foto: Natal de Ontem ()

Naquela época Natal era uma pequena comunidade e qualquer rua nova que se abria era uma novidade.

Rua da Palha era o nome da Rua Vigário Bartolomeu

Rua Vigário Bartolomeu, antiga Rua da Palha em Natal, onde eram realizadas grandes festas juninas.

Rua em homenagem ao padre Bartolomeu Fagundes de Vasconcelos (ou padre “Memeuzinho”), homem que gostava das artes, maçonaria, e que abria as portas de sua casa para festas juninas memoráveis.

Rua do Catorze era o nome da Rua Felipe Camarão

Mapa de Natal no século XIX

A rua tinha esse nome devido a presença do 14º Batalhão de Infantaria, isso no fim do século XIX.

A Rua do Comércio era o nome da Rua Chile, na Ribeira

Rua do Comércio, atual Rua Chile, Natal

A rua tinha ao longo dela inúmeros comércios, os primeiros da cidade.

Praça do Peixe (ou Mercado Público Municipal) era o local onde hoje é a Agência Central do Banco do Brasil (Av. Rio Branco)

Antes de existir a agência do banco existia a “Praça do Peixe”, que era o local do Mercado Público Municipal, e onde eram vendidos peixes provenientes da pesca no Canto do Mangue

Canto da Jangada era como era chamado o Canto do Mangue

Canto do Mangue e o Rio Potengi possivelmente no anos 60 (Natal, RN). Foto: IBGE

Supostamente porque vivia superlotado de jangadas, meio de locomoção predominante na orla

Conhece a “Estação de Hidroaviões”? Essa é fácil, era o nome da Rampa

Hidroaviões não paravam de chegar e partir na época da Segunda Guerra Mundial

A Antiga Ponte Metálica de Igapó era conhecida como Ponte dos Ingleses

Isso porque foi construída pela empresa inglesa Cleveland Bridge Engineering and Co.

Monte Petrópolis, Hospital da Caridade, Hospital Jovino Barreto e Hospital Miguel Couto foram os nomes do atual HUOL (Hospital Onofre Lopes)

O primeiro nome faz referência ao fato de que no passado havia apenas um grande monte na região, que é o coração do bairro de Petrópolis. Onofre Lopes da Silva (1907-1984) foi um médico que teve atuação direta na estruturação do ensino universitário no estado do Rio Grande do Norte, e foi o primeiro reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, além de, em junho de 1958, liderar um grupo de professores, que convenceu o então governador do estado Dinarte Mariz a criar a Universidade do Rio Grande do Norte.

Se gostou envie para seus amigos!

Fonte: “Natal do Século XX” de Carlos e Fred Sizenando Rossiter, Amazon, Wikipédia.

🔥395 Visualizações

Henrique Araujo

O criador do Curiozzzo é Bacharel em Sistemas de Informação, viciado em internet desde muito cedo, e encontrou na criação de conteúdo uma nova paixão. Criou o blog em 2014 para levar o Rio Grande do Norte (onde vive desde criança) para o mundo de uma forma criativa e diferenciada. Siga-o: instagram.com/henrique.e.araujo

3 Comentários

  • Uma delícia esta pesquisa. Tive uma tia que morou na “Rua vai quem quer”. Mas, era Mossoró. A casa tinha uma verdadeiro pomar atrás. Outro Tio Duel irmão da minha mãe morou na Rio Branco. Alcancei os bondes passando qdo eu ia lá. O artista Palatink foi homenageado hoje no nosso jornal diário. Fui muito ao Mercado Público. O incêndio foi grande, mas aí já era uma jovem carnavalesca. Foi o dia de uma noite de carnaval, passamos por lá depois era um cheiro de pena de galinha queimada. Embora, pobre nasci e fui criada em Petrópolis. Me cansa apenas a posição de alguns intelectuais locais, só falam em chifre, cabarets, e precisavam de algumas viagens de lazer ou quem sabe conversas com profissionais da área (Psiquiatra/piscologia/padre sério ou pastor). Me cansa também a posição de políticos brincando com as pessoas quando vivemos uma Pandemia.

    • Maria das Graças, que bacana seu comentário, de uma riqueza de detalhes ótima. Tudo que falou e´verdade. Um abraço grande.

      • Henrique, quem deve agradecer sou eu. Vou ter que rever tudo. Sobre muitas fotos e fatos teria meu depoimento. Quantas saudades. Hoje meu pai faria 104 anos se vivo fosse. Vc me deu um presente rapaz. Tenho um irmão chamado Henrique, sempre me deu alegrias e as vezes preocupações também. Éramos os queridinhos do meu pai. O outro irmão Junior está buscando o seu interior, fica difícil. Era mais paparicado pela minha mãe. Obrigada pelo seu trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *