Saiba porque Cidade Satélite (Natal-RN) já foi considerada “cidade proibida”

O Conjunto Cidade Satélite é um dos maiores conjuntos habitacionais da América Latina, e faz parte de um complexo de conjuntos habitacionais situados no bairro do Pitimbu, em Natal.

A construção de Cidade Satélite, o maior de todos os conjuntos, objetivava a criação de 6 mil casas e foi subdividida em três etapas. Na Etapa I, as ruas recebem nomes de serras brasileiras e pássaros. Na Etapa II, as ruas recebem nomes de rios. Na Etapa III, as ruas recebem nomes de árvores brasileiras.

Mas a construção do conjunto foi marcada por algumas polêmicas, e na principal delas ela ficou conhecida como “Cidade Proibida”:

Mas como assim? Vamos lá… pra começar o conjunto foi construído numa área ainda com a urbanização prematura. Havia falta [ou deficiência] de infraestruturas básicas, como comércio de bens e serviços e transporte público. Vale lembrar aqui que o conjunto foi construído na entrada de Natal, um lugar à época longínquo para grande maioria das pessoas.

Não sendo o bastante, o Secretário de Planejamento do governo e a Diretoria da Incorporação, responsável pela construção do conjunto, divergiram sobre a área física em que o mesmo estava sendo erguido, e a construção foi assim proibida. E por um motivo bem sério.

Isso porque a área de dunas, palco do novo conjunto, foi considerada área de preservação natural. Segundo o secretário da época o Plano Diretor da cidade vedava a construção em áreas localizadas das dunas, que vão da Praia do Forte até Ponta Negra, e do Viaduto até o limite do município. Além do mais havia por lá “um potente lençol freático”.

Hoje as residências do “Satélite”, como é mais conhecido, compõem cerca de 97,62% dos imóveis do conjunto, já os estabelecimentos comerciais apenas 1,65%. A população é composta por mais de 23.000 habitantes.

Se gostou conheça detalhes curiosos de como surgiu o bairro do Alecrim

Fonte: Cidade Satélite: cidade proibida, 1977, p. 1. Produção do Espaço Residencial em Natal: renda, segregação e gentrificação nos conjuntos habitacionais/ Sara Raquel Fernandes Queiroz de Medeiros. – Natal, RN, 2015 e Censo IBGE 2000.

🔥589 Visualizações

Henrique Araujo

O criador do Curiozzzo é Bacharel em Sistemas de Informação, viciado em internet desde muito cedo, e encontrou na criação de conteúdo uma nova paixão. Criou o blog em 2014 para levar o Rio Grande do Norte (onde vive desde criança) para o mundo de uma forma criativa e diferenciada. Siga-o: instagram.com/henrique.e.araujo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *