5 curiosidades sobre o 1º lançamento de foguete do Rio Grande do Norte

Pioneira como centro de lançamentos de foguetes da América do Sul, a Barreira do Inferno, localizada na Rota do Sol, em Parnamirim, é uma unidade da Força Aérea Brasileira (FAB) criada em 1965.

A Barreira (CLBI) já tem meio século de atuação e contabiliza quase 3 mil lançamentos de veículos espaciais, bem como missões de peso no currículo.

O local foi escolhido pois é próximo do equador magnético, aproveitava o suporte logístico já existente, chove pouco na região, tem grande área de impacto representado pelo oceano e condições de ventos predominantemente favoráveis.

1ª: Foi de lá que ocorreu o primeiro lançamento de foguete do Rio Grande do Norte, em 15 de dezembro de 1965

Foto de um lançamento da Barreira do Inferno

Às 16:28h (horário de Brasília), mais precisamente.

2ª: Uma equipe da NASA veio até Natal e Parnamirim para o feito

A equipe técnica do GTEPE, Grupo Executivo e de Trabalho e Estudos de Projetos Espaciais Brasileiros, em parceria com a NASA, executou a instalação dos equipamentos, operacionalizou o campo e executou o primeiro lançamento de foguete a partir de uma plataforma da Barreira do Inferno, inaugurando as atividades de lançamentos espaciais no Brasil.

3ª: O lançamento ocorreu por causa de um acordo de cooperação entre vários países, entre eles o Brasil e os Estados Unidos

Esta imagem é parte do Fundo Agência Nacional Série FOT Subsérie AEO

Esse lançamento foi o primeiro de uma série de dois previstos em território brasileiro, ocorreu em função de uma cooperação entre países e dele participaram o GTEPE e a CNAE pelo Brasil e a NASA pelos Estados Unidos da América dando início ao projeto SAFO-IONO (Sondagens Aeronômicas com Foguetes na Ionosfera).

4ª: O foguete era um NIKE-APACHE

Réplica do primeiro foguete Nike Apache lançado do CLBI. Fonte: Magerson – https://www.flickr.com/photos/magerson/8012522898/sizes/l/in/photostream/

Igualzinho ao que está na foto acima, cujas características eram:

Número de estágios: 02 (NIKE e APACHE);
Peso total: 1.595 libras, o que dá 724 kg;
Comprimento total 28 pés;
Peso da carga útil: 65 libras (29,5 Kg).

5ª: O foguete teve por missão a coleta de dados

Lançamentos de foguetes na Barreira do Inferno antigamente

Isso para possibilitar o estudo das densidades diurna e noturna, de elétrons e íons, o fluxo de irradiação ultravioleta extremo e o fluxo de elétrons na ionosfera, ou seja, ele subiu por entre 50 e 200 km.

Durante o período de tempo em que o CLFBI foi parte do GTEPE/GETEPE, vários projetos internacionais foram executados, envolvendo a NASA, Air Force Cambridge Research Laboratories (AFCRL) e o Max Plank Institute da República Federal da Alemanha (RFA).

Gostou? Veja também que a NASA fotografou e explicou duas inundações no RN em 2008

Informações: Adriano Medeiros e Wikipédia (“Centro de Lançamento da Barreira do Inferno”)

🔥210 Visualizações

Henrique Araujo

O criador do Curiozzzo é Bacharel em Sistemas de Informação, viciado em internet desde muito cedo, e encontrou na criação de conteúdo uma nova paixão. Criou o blog em 2014 para levar o Rio Grande do Norte (onde vive desde criança) para o mundo de uma forma criativa e diferenciada. Siga-o: instagram.com/henrique.e.araujo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *