Vídeo mostra prédios abandonados no bairro histórico da Ribeira (Natal-RN)

A Ribeira é o segundo bairro a existir na cidade de Natal, Rio Grande do Norte. No início, era conhecido como Cidade Baixa, em oposição ao bairro mais antigo, a Cidade Alta.

Famosa pela sua importância histórica, já que guarda prédios antigos e importantes da cidade, a Ribeira abriga, ou já abrigou, o Teatro Carlos Gomes (hoje Teatro Alberto Maranhão), o Cine Polytheama (primeiro cinema de Natal), a Antiga Escola Doméstica de Natal, o Grupo Escolar Augusto Severo, que também foi sede do Atheneu e da Faculdade de Direito, o Colégio Salesiano São José, a Estação Rodoviária de Natal (hoje transformada em museu), e a Estação da Great Western.

Rua do Comércio, atual Rua Chile, bairro da Ribeira (Natal-RN), antigamente

O pioneirismo do bairro da Ribeira é de uma notoriedade inegável, mas infelizmente é objeto de descaso por parte dos responsáveis pelo poder público há dezenas de anos. Pra você ter ideia, em 1897 Natal só só tinha os bairros ele e a Cidade Alta.

A Ribeira é berço de importantes personalidades natalenses. Lá viveram Café Filho, Câmara Cascudo, Henrique Castriciano, Ferreira Itajubá, Zé Areia, Pedro Velho, Newton Navarro, Aderbal de França, Erasmo Xavier e Januário Cicco, entre outros.

Tentando relembrar o tempo em que o já falecido avô tinha uma oficina de sapatos nos, lá pelos anos 80, o técnico em informática Francisco Neto resolveu filmar a Rua Chile, a travessa Venezuela, entre outras ruas do bairro, e se deparou com a triste deterioração e destruição de vários prédios antigos. Confira:

Lamentável situação, não é mesmo? Até quando?

E se gostou veja 6 lugares abandonados de Natal que dão pena de ver

🔥491 Visualizações

Henrique Araujo

O criador do Curiozzzo é formado em Sistemas de Informação, já foi dono de startups, administrador de grupos, empresário, mas sempre foi um amante da internet, primeiro como desenvolvedor e depois como produtor de conteúdo, desde a chegada dela no Brasil. Em 2014 criou o blog e encontrou na história e na cultura de onde mora uma nova paixão. Hoje ele leva o Rio Grande do Norte para o mundo de forma respeitosa, criativa, curiosa e única. Siga-o: instagram.com/henrique.e.araujo

1 Comentário

  • Muito recentemente fiz um artigo sobre o Patrimônio Histórico e Cultural do RN. Não sei nem onde será publicado. Sobre alguns prédios que aparecem na sua pesquisa, em princípio há a falta de capital, justificativa para a não restauração de alguns prédios. Há insensatez como a desfiguração do Teatro Alberto Maranhão em anos passados e há poucos meses a invasão da antiga Faculdade de Direito. Uma irresponsabilidade no tratos do dinheiro público que é de toda a sociedade civil. É o que me lembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *