Saiba onde ficava o Rio Grande do Norte na época dos dinossauros

Ao longo dos milhões de anos que se passaram desde a era dos dinossauros até os dias atuais, o Rio Grande do Norte testemunhou uma transformação impressionante em sua paisagem e ecossistema. Na época dos dinossauros, a região era “colada” em vários outros estados, e estes em vários outros países e continentes, formando um imenso bloco de terra, que era regado por um vasto oceano abrigando uma rica diversidade marinha. Fósseis de criaturas marinhas como os fósseis de Sousa, na Paraíba, evidenciam a riqueza biológica que existia nesse período.

Com o passar dos anos e as mudanças geológicas, o que antes era um oceano deu lugar a extensos manguezais e áreas úmidas. O Rio Grande do Norte se tornou um santuário para aves migratórias e uma rica fonte de vida para diversas espécies, muitas delas endêmicas da região.  O estado possui sítios arqueológicos dos mais importantes do Brasil, localizado na região Oeste, onde é possível encontrar animais marinhos fossilizados de até 90 milhões de anos, 

E ainda falando dos dinossauros, de acordo com os cientistas, esses gigantes habitaram o estado há cerca de 120 milhões de anos, no período Cretáceo. Seus rastros foram encontrados em um sítio localizado na Formação Açu da Bacia Potiguar, próximos à cidade de Assu, como já falamos aqui neste post.

Pesquisadores encontraram pegadas de dinossauros de 120 milhões de anos no Rio Grande do Norte - Leia mais em: https://curiozzzo.com/pegadas-de-dinossauros-de-120-milhoes-de-anos-no-rio-grande-do-norte/
Reconstrução artística dos produtores de vestígios, mostrando o provável ambiente de vida dos animais — Foto: Divulgação/Arte/Guilherme Gehr

Mas você sabe onde ficava o Rio Grande do Norte na época dos dinossauros?

 

O “Mapa da Terra Antiga”, um site desenvolvido por Ian Webster, em colaboração com C.R. Scotese do Projeto PALEOMAP, oferece uma visão fascinante da evolução geológica do nosso planeta. A ferramenta curiosa nos revela que a Terra que conhecemos hoje é o resultado de um contínuo e meticuloso movimento das imensas placas tectônicas que se encaixam de maneira tão intrincada quanto as peças de um quebra-cabeça.

Ao longo de incontáveis milênios, essas placas se deslocaram a passos lentos, moldando gradualmente a configuração atual do planeta. O uso deste mapa interativo permite aos usuários inserir sua localização atual e, assim, testemunhar visualmente a incrível jornada que a Terra empreendeu ao longo das eras geológicas. As informações foram obtidas do IFLScience, fornecendo um entendimento mais profundo de como nosso mundo se transformou ao longo de sua vasta história.

Quando você abre o Mapa da Terra Antiga, é transportado em uma jornada temporal que começa há impressionantes 240 milhões de anos, quando a Terra abrigava o supercontinente Pangeia. No entanto, a riqueza desta ferramenta vai além disso, oferecendo a opção de selecionar períodos que remontam a surpreendentes 750 milhões de anos até o presente.

Para os usuários que acessam a ferramenta em desktop, há uma funcionalidade cativante: ao pressionar e manter pressionadas as teclas de seta esquerda e direita do teclado, você pode literalmente testemunhar os continentes se separando ao longo do tempo e, eventualmente, dando origem aos continentes tal como os conhecemos hoje. E era aqui que ficava o RN no período dos primeiros dinossauros:

Acesse o site aqui. Na imagem é possível ver que o Brasil era literalmente “grudado” com os demais países e continentes ao seu redor e formava uma paisagem bastante primitiva. Veja com mais detalhe:

Além disso, o mapa disponibiliza opções que convidam você a explorar momentos cruciais da história da vida na Terra. É possível observar a ascensão dos primeiros vertebrados, a evolução dos primeiros hominídeos e até mesmo o impacto devastador que levou à extinção dos dinossauros. Trata-se de uma ferramenta verdadeiramente fascinante que nos permite mergulhar nas profundezas do passado da Terra e compreender como nosso planeta e sua vida têm evoluído ao longo das eras. Massa, né não?!

Se gostou compartilhe!

 

 

🔥232 Visualizações

Henrique Araujo

O criador do Curiozzzo é formado em Sistemas de Informação, já foi dono de startups, administrador de grupos, empresário, mas sempre foi um amante da internet, primeiro como desenvolvedor e depois como produtor de conteúdo, desde a chegada dela no Brasil. Em 2014 criou o blog e encontrou na história e na cultura de onde mora uma nova paixão. Hoje ele leva o Rio Grande do Norte para o mundo de forma respeitosa, criativa, curiosa e única. Siga-o: instagram.com/henrique.e.araujo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *