8 recortes de jornais curiosos de Natal (RN) na década de 70

Depois do sucesso das 20 melhores fotos antigas de Natal-RN vamos dar uma olhada nos jornais dos anos 70…

Nos anos 70 era assim a ladeira de acesso a Praia de Ponta Negra.

O carro do visitante já entrava direto na beira da praia. 

Lá não havia asfalto, calçada nem poste de iluminação.

_

A estrada de Ponta Negra só tinha uma via, e em Alagamar se via cajueiros de uma antiga plantação.

_

A atriz Lucélia Santos, estrela da novela Escrava Isaura, esteve na “Festa do Servidor Público do RN”.

_

A catedral precisava de cimento pra ser terminada, e espalhou esta campanha que, segundo dizem, era muito contestada no seu objetivo.

Observe os números de telefones da cidade com apenas 5 dígitos.

_

Uma parte do bairro [ou conjunto] de Ponta Negra já existia, mas a outra era só areia.

_

Hoje o Conjunto Panatis possui quase a mesma população que Natal inteira tinha em 1977

_

Nos anos 70 a produção rural potiguar se tornou muito mais intensa, e essa era uma das mais importantes festas do RN.

E olha as atrações:

E uma curiosidade: em 1973, sem consulta à população local, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte mudou o nome de Parnamirim para “Eduardo Gomes”, local anunciado neste cartaz.

Mas em 1987, um movimento que reuniu mais de quatro mil assinaturas levou a assembleia a devolver o nome inicial à cidade. Ainda bem, né?!

E aqui estão umas coisas interessantes de se ver também

Fonte: Rostand Medeiros @ TOK de História

🔥693 Visualizações

Henrique Araujo

O criador do Curiozzzo é formado em Sistemas de Informação, já foi dono de startups, administrador de grupos, empresário, mas sempre foi um amante da internet, primeiro como desenvolvedor e depois como produtor de conteúdo, desde a chegada dela no Brasil. Em 2014 criou o blog e encontrou na história e na cultura de onde mora uma nova paixão. Hoje ele leva o Rio Grande do Norte para o mundo de forma respeitosa, criativa, curiosa e única. Siga-o: instagram.com/henrique.e.araujo

6 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *